Agronegócio

Maquinários em inox: Sustentabilidade e economia no campo

O surgimento do aço inox aconteceu há mais de 100 anos, com os primeiros trabalhos realizados no sentido de melhorar a resistência à oxidação das ligas de ferro, sobretudo, a sua fabricação industrial aconteceu nos anos anteriores a Primeira Guerra Mundial, quase que simultaneamente na Inglaterra e na Alemanha.

Para o agronegócio sua gama de aplicações é extensa, sendo encontrado em  forrageiros e misturadores de ração, lavadores de café, tambores, taliscas e correntes, esteiras e moendas, equipamentos para movimentação de grãos, evaporadores, bicas de escoamento, lavadores de gás, implementos rodoviários, tanques para abastecimento e transporte, equipamentos de armazenagem de grãos, e nos implementos agrícolas, como os distribuidores de corretivos de solo e fertilizantes.

O segredo do Inox

O aço inox ou inoxidável (nome dado àquilo que não sofre oxidação) é uma liga metálica composta basicamente de ferro, cromo, carbono e níquel. Sua principal diferença em relação ao aço comum é a alta resistência à corrosão.

O processo de corrosão ocorre quando há exposição de um metal ou ferro ao ar e à água, o que resulta na ferrugem, reação química caracterizada pela cor alaranjada.

E porque esse tipo de aço não sofre a corrosão como os demais, já que ele também é composto de ferro e carbono?

O elemento chave é o cromo, responsável por dar a resistência ao aço inox e, dependendo da sua quantidade na composição da liga metálica, ao entrar em contato com o oxigênio forma-se uma película protetora, conhecida como camada passiva, sobre a superfície do aço, tornando-o impermeável.

Diferença entre o Aço Carbono e o Aço Inox

A principal diferença entre o Aço carbono e o Aço inox está sua composição. O aço carbono é composto por ferro e carbono, que ao reagirem com o oxigênio do ar formam uma camada superficial de óxidos de ferro, o que permite a contínua oxidação do metal, produzindo a corrosão e a conhecida “ferrugem”. Por esse motivo, no segmento agrícola, por exemplo, com alta exposição ao tempo, clima e produtos abrasivos, os maquinários em aço carbono precisam de tratamento e pintura para não sofrer abrasão, porém com o tempo e utilização acabam perdendo essa camada artificial e precisam passar por reformas, jateamento e repintura.

Já o Aço Inox se apresenta como um material muito mais nobre e atraente no seu estado natural, sem necessidade de receber qualquer tipo de tratamento especial. Ele também, por sua vez, se mostra muito mais favorável na produção de produtos de aço e é ideal para combater o efeito da abrasão e corrosão sendo de fácil limpeza por conta da baixa rugosidade e assepsia, trazendo um aumento da vida útil em pelo menos três vezes em equipamentos sujeitos ao desgaste, como os distribuidores de fertilizantes e corretivos que sofrem agressão do tempo combinados com os efeitos químicos dos produtos.

SUSTENTABILIDADE

A grande vantagem do aço inoxidável é a sua capacidade de ser 100% reciclável, uma vez que as normas ambientais estão cada vez mais rígidas nos dias de hoje.

Suas características de durabilidade permitem que ele permaneça atraente e funcional durante muitos e muitos anos. Mesmo depois de muito tempo de utilização, podendo recuperar sua aparência original ou ser reutilizado em outras aplicações. Dessa forma, podemos considerar que o aço inox é material “verde”, ou seja, ecologicamente correto, pois:

  • Os seus resíduos não são desviados para aterros sanitários, devido ao alto valor da sua sucata e potencial de reutilização do produto;
  • Ajuda a evitar o uso de materiais tóxicos com as tintas presentes nos aços normais;
  • Transforma a energia de forma limpa (painéis solares, lavagem de gases de exaustão em usinas de energia);
  • Preserva a água (tubulações de água e tanques resistentes à corrosão e aos terremotos).
  • É um material seguro quimicamente, não polui rios e mares. Existem próteses humanas que são feitas em aço inox, ou seja, se é seguro para usarmos no corpo é seguro para os outros usos.

A ESCOLHA CORRETA

Optar por maquinários em aço inox é garantir um maquinário para a vida toda, sendo para o produtor rural, a melhor opção quando o assunto é custo benefício, qualidade, durabilidade, economia e sustentabilidade.

Postagens relacionadas
Agronegócio

Como reaproveitar um pulverizador autopropelido usado

Uma solução para isso, que vem sendo muito buscada pelo produtor já há algum tempo, é a transformação do equipamento de pulverizador para distribuidor de fertilizantes.
Saiba mais
AgronegócioDicas

Manejo de nitrogênio para alta produtividade na lavoura de milho

Toda a nutrição com o nitrogênio está diretamente relacionado ao bom funcionamento da planta e sua capacidade produtiva. Portanto, o manejo de nitrogênio é um aspecto fundamental para o manejo de alta produtividade na lavoura de milho.
Saiba mais
Agronegócio

Adubação de sistema e rentabilidade da rotação entre soja e milho

Adotar a adubação de sistema tem sido cada vez mais comum nas regiões produtivas, como uma estratégia mais avançada no manejo nutricional de lavouras com duas ou mais culturas em…
Saiba mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.